Revista do Tecpar comemora 73 anos de contribuição para o avanço da ciência

IMG_6291
A revista científica editada pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) está completando 73 anos de veiculação ininterrupta. Desde 1946, a publicação intitulada Brazilian Archives of Biology and Technology – BABT (Arquivos Brasileiros de Biologia e Tecnologia) divulga artigos originais de pesquisa e revisões, contribuindo para o avanço da ciência, tecnologia e inovação − nacional e internacionalmente.

Segundo o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, a publicação é considerada uma das revistas de maior expressão e relevância no cenário nacional, com reconhecida credibilidade na comunidade científica.

“O Tecpar tem a vocação histórica de ser referência nacional na produção de conhecimento, incentivando e valorizando a produção científica. Como o trabalho de pesquisa só tem validade se puder ser compartilhado, editamos este periódico paranaense, que contribui para a disseminação dos avanços científicos”, afirma o diretor-presidente.

SELEÇÃO – Atualmente publicada em formato online, a publicação recebe em torno de 800 artigos por ano, dos quais são publicados cerca de 15%. São pesquisadores de todas as partes do mundo interessados em divulgar a produção científica em áreas como agricultura, biotecnologia, ciências biológicas, ciências ambientais, saúde humana e animal, ciência e tecnologia de alimentos, entre outras.

Os artigos recebidos são selecionados e avaliados pelo conselho editorial da revista, liderado pelo professor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Paulo Vítor Farago. Na função de editor-chefe, Farago é responsável por receber os artigos e avaliar se os mesmos têm ou não mérito científico.

“Se o texto for aprovado, envio para os editores associados, que vão encaminhar para os revisores. Depois desta análise, o artigo volta para mim, para definir se será aceito, negado, ou se ainda precisará de correções”, detalha o professor, que é graduado em Farmácia, mestre em Ciências Biológicas e doutor em Química.

O Conselho Editorial conta com representantes da Universidade Tecnológica do Paraná (UTFPR), das universidades federais do Paraná (UFPR), de Santa Catarina (UFSC) e da Grande Dourados (UFGD-MS); das universidades estaduais de Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro) e de Campinas (Unicamp-SP), além da Universidade Positivo (UP) e do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (US Department of Agriculture). Também, recebe contribuições editoriais de pesquisadores da França, Itália, Canadá, México, Grécia, entre outros.

“Trabalhos nas áreas de tecnologia ou de biologia desenvolvidos no Brasil são divulgados para todo o mundo em função da visibilidade que esta revista apresenta. É um motivo de orgulho para o Tecpar e para o Paraná ter o BABT”, afirma Farago.

REFERÊNCIA – De acordo com o gerente da Divisão de Informação e Vigilância Tecnológica do Tecpar, Rogério Moreira de Oliveira, o periódico BABT é uma das poucas revistas brasileiras que têm fator de impacto pelo Journal of Citation Report (JCR) da Clarivate Analytics, com visibilidade internacional.

O JCR tem um banco de dados que auxilia pesquisadores, editores e outros profissionais a selecionar os periódicos mais expressivos em determinadas áreas do conhecimento. Para isso utiliza a métrica chamada Fator de Impacto (Impact Factor).

“O Fator de Impacto identifica a frequência média com que um artigo de um periódico é citado em determinado período, o que acaba sendo o principal indicador de qualidade de uma revista. Ou seja, quando a citação de artigos publicados em uma revista aumenta, seu fator também aumenta”, explica Livia Nogueira, analista de Tecnologia e Inovação, da Divisão de Informação e Vigilância Tecnológica do Tecpar.

De 2017 para 2018, a revista BABT teve seu Fator de Impacto elavado de 0,676 para 0,758 no ranking das revistas científicas internacionais da Clarivate Analytics. “Isso demonstra que a qualidade dos artigos publicados tem aumentado, fazendo com que sejam cada vez mais citados, o que se deve também ao grande esforço de toda equipe editorial da revista”, diz o gerente do Tecpar.

HISTÓRIA – Em 1946, o professor doutor Marcos Augusto Enrietti idealizou a criação de uma publicação para divulgar os avanços científicos e tecnológicos realizados pelo grupo de pesquisadores do Instituto de Pesquisas Tecnológicas e Biologia. A iniciativa deu origem à revista Arquivos de Biologia e Tecnologia. Enrietti já havia fundado, em 1940, o Laboratório de Análises e Pesquisas do Departamento de Agricultura (LAP), instituição precursora do Tecpar.

A partir de 1999, a revista passou a se chamar Brazilian Archives of Biology and Technology (BABT), iniciando a publicação de trabalhos em língua inglesa, contribuindo para a disseminação de conhecimento entre a comunidade científica nacional e internacional.

Atualmente, o a revista é apoiado por diversas instituições ligadas à produção científica, entre elas o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o Programa de Apoio a Publicações Científicas do Ministério da Ciência e Tecnologia, o Ministério da Educação, além da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná.

This entry was posted in . Bookmark the permalink.

Compartilhe: Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this pageEmail this to someone

Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar)

Empresa pública criada em 1940 e vinculada à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, o Tecpar atua em pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação.



Instituto de Tecnologia do Paraná tecpar 2017 todos os direitos reservados